Expedição cicloturística São Paulo x Santos pela Rota Marcia Prado

Expedição cicloturística Rota Marcia Prado

Dando sequência nos registros fotográficos que foram feitos nos últimos meses através de um celular a tiracolo, selecionamos algumas fotos pra contar um pouco de como é pedalar até Santos no litoral sul de São Paulo utilizando a rota Cicloturística Márcia Prado – cicloativista atropelada e morta na Avenida Paulista por um ônibus. Esse movimento veio para compor a ideia das postagens do site com o tema NA ESTRADA, de forma aleatória, atemporal e onipresente.

João

Rafael

Renato

Ricardo

Integrantes da missão

Convites inesperados são sempre bem-vindos, e num final de semana de dezembro 20, rolou uma intimação pra descer até a cidade de Santos no pedal. Já era noite de sábado e a expedição partiria no domingo bem cedo. Os convites foram feitos e o aceite foi de 100%. A missão ficou marcada para às 7h da manhã na Praça do Ciclista.

Na missão quatro caras que gostam e usam suas bicicletas no dia-a-dia se fizeram presentes.

O João foi de MTB, ele trabalha fazendo entregas com bikes em São Paulo, é responsável pela empresa Ciclo Messenger. O Rafael, além das animações digitais de primeira que ele produz, é um entusiasta das bicicletas, recentemente pedalando longas distâncias ele vem ganhando Kudos no Strava usando a sua Gravel customizada. Sobre o Renato do BMX que já desceu sem freio a Rodovia Anchieta, dessa vez usou uma híbrida pra apreciar melhor a viagem. Fechando a banca como quarto elemento, Ricardo, construtor de instrumentos de cordas e guitarrista na banda Deb and The Mental, concluiu a façanha com uma Frankenstein.

Descendo até Santos

Vale lembrar que o culpado por essa reunião foi e sempre será o Drac, aquele mano esquisito que reunia muita gente interessante no seu estabelecimento as sextas-feiras.

Apresentações feitas e o porque de tudo isso dito, vamos falar de fato como é esse drop até a praia usando bicicletas. Saindo do centro da cidade de São Paulo, seguindo pelo caminho mais longo, 113km foram percorridos no total. Na saída foi preciso ajustar a rota pra simplificar um pouco as coisas.

Simples, vai pela rodovia dos Imigrantes, passa o pedágio, faz o retorno pelo acesso da rodovia Anchieta, volta pra Imigrantes na contra-mão e pedala até o primeiro acesso a esquerda depois de passar pela Polícia Rodoviária que fica do outro lado da pista, um portão com uma placa identificando o espaço como Parque Estadual da Serra do Mar surge e essa é a certeza que você está no lugar certo. Nesse ponto do trajeto as coisas mudam, desde o cenário até a energia de quem se habilita. Depois fica fácil chegar até a Região do Emissário em Santos pra pisar na areia. Pra voltar, vale uma carona amiga ou ônibus de turismo mesmo.

Parque Estadual Serra do Mar

O lugar é surpreendente e muito calmo. Muita descida, mas muita subida também. Cachoeiras, vistas panorâmicas em meio a mata atlântica, imagina a situação! Mas em alguns trechos um clima de suspense vem ao ar com histórias de furtos e roubos na região. Uma dica: vai sem chamar a atenção, em grupo, leve muito água e se prepara para calor e chuva. Atravessar o Parque da Serra do Mar foi o ápice da empreitada. Sinceramente o lugar é bonito e calmo. Faz a cabeça. Uma nota intrigante, um dia após essa missão, uma forte chuva atingiu um trecho da rota desmoronando um bom pedaço da pista. O pico foi interditado e agora sabe-se lá quando será possível descer por ali novamente.

A sensação que fica é das melhores, agradecimento a tudo e todos. Continua.

Rota Marcia Prado

A Rota Márcia Prado é uma proposta de caminho cicloturístico para ser percorrida por todo tipo de ciclista por um trajeto de São Paulo a Santos, pedalando pelo mínimo de rodovias possíveis, passando por vias tranquilas, parque e ciclovias. . Por @ciclobr

O percurso é inspirado no trajeto da última viagem que a ciclista Márcia Prado realizou, em 2009. Neste ano, o Instituto CicloBR realizou um evento teste, sinalizando todo o trajeto, desde o bairro do Grajaú (Zona Sul de São Paulo) até a cidade de Santos, para demonstrar tanto a viabilidade quanto o potencial da caminho. Nesse evento, mais de mil ciclistas saíram de São Paulo e chegaram ao litoral sul do Estado. Desde então, tornou-se um encontro anual de ciclistas de todo o Brasil. A Rota Márcia Prado é oficializada no trecho de São Paulo, através da lei nº 15.094/2010, de autoria do político Chico Macena.

Em 2011, 2.789 ciclista percorreram o trajeto, e em 2012, mais de 9.500 ciclistas passaram pelo posto de controle do CicloBR. Em 2013, o CicloBR não realizou o encontro, por recomendações da Defensoria Pública que abriu uma mesa de negociações com a Ecovias (concessionária que administra a Rodovia dos Imigrantes) para que o caminho cicloturístico fosse oficializado. Em 2014, apesar de muitas negociações, o Governo do Estado e a Ecovias impediram a realização do encontro dos ciclistas. Paragrafo retirado do portal Ciclo.br, veja mais sobre a rota Marcia Prado nesse link.